(31) 3281-5208

Diretoria

Engenheiro Civil HENRIQUE PINTO SALLUM


Formado em 1982, pela Escola de Engenharia da UFMG. Iniciou suas atividades profissionais em 1979, como estagiário do setor de orçamento da Engesolo, onde permaneceu até 1981. De 1981 a 1983, trabalhou como Engenheiro da Heta Engenharia, quando executou obras de edificações residenciais nos bairros Coração Eucarístico, Pampulha e Padre Eustáquio, num total de 97 apartamentos. Em 1984, foi convidado para o cargo de Assessor Especial da Secretaria Municipal de Assuntos Especiais, que gerenciava vários programas de investimentos da SUDECAP (FIDREN, POP, PACE, FAS, etc.). Em 1985, retornou à Heta Engenharia, onde permaneceu até 1996, sendo o responsável técnico de diversas obras, como: edificações públicas (grupo escolar, creche, posto de saúde, policlínica, pavimentação de trechos rodoviários, conservação de rodovias, obras de saneamento básico (captação, adução, tratamento e distribuição de água, construções da ETA e ETE), canalização de córregos, construção de pontes e gerenciamento de uma usina de asfalto instalada na Grande BH, executando diversas obras de asfaltamento.
Em 1996, criou a Construtora Pater.

Engenheiro Civil RENATO PINTO SALLUM

Formado em 1982, pela Escola de Engenharia da UFMG. Iniciou suas atividades profissionais em 1977, como estagiário da Construtora Tratex S/A, e até 1980 trabalhou nas obras de terraplenagem do pátio da Açominas, em Ouro Branco; na construção da fábrica de carrocerias da Randon Mil, em Contagem; e na Engesolo, na coordenação do laboratório, prestando serviços nos programas PACE BH, Pacot-Betim, Cona-Betim, etc. E, ainda como estagiário, de 1980 a 1982, na construção do Wembley Palace Hotel, desde a demolição até a entrega da obra montada. De 1982 a 1985, trabalhou como Engenheiro da CAB - Consultores Associados Brasileiros S/A, sendo chefe do laboratório central de solos e concretos - responsável por projetos geotécnicos do trecho Cícero Santos-Jeremoabo/ DNER, Catas Altas da Noruega, Espinosa-Mato Verde/DER, entre outros. Em 1984, foi o Engenheiro responsável pela fiscalização da obra do viaduto da barragem da Pampulha. De 1985 a 1987, foi superintendente de Engenharia de Sistemas no antigo Departamento de Águas e Energia do Estado de Minas Gerais (DAE-MG), e acumulou, também, no período, a Superintendência de Engenharia de Distribuição e Operações, da mesma autarquia, onde gerenciou os problemas de gestão de recursos hídricos, bem como a implantação do Programa de Telefonia Rural para pequenas localidades e também foi gerente do Programa de Saneamento Básico para pequenos e médios municípios. Em 1988, passou a ser Diretor de Obras da Heta Engenharia, onde permaneceu até 1996, sendo responsável por diversas obras, como edificações públicas (grupo escolar, posto de saúde, creche, policlínica), e construções rodoviárias, tais como os trechos Lavras-Luminárias - 40 km; Ijaci-B. da Serra - 6 km; Taquaraçu de Minas-BR-262 - 18 km; Senador Firmino-Acessos - 48 km; etc., todos para o DER-MG; além de diversas obras de saneamento, incluindo construção de ETA e ETE, canalização de córregos, construção de pontes e controle da Usina de Asfalto BH, executando várias obras de asfaltamento em BH e municípios vizinhos.